BIM 4D: entenda o processo do planejamento inteligente

O uso do BIM 4D serve para adicionar mais informações ao modelo 3D único, agregando o fator tempo e planejamento. Com isso, ganha-se muito em organização e agilidade. O 4D BIM se refere a uma das etapas de uma obra que a metodologia denomina como dimensões, que permite um fluxo inteligente de trabalho. Assim, o Building Information Modeling tem modificado completamente os processos de trabalho dentro da indústria construtiva. Entenda a importância desse planejamento inteligente para os resultados finais de um projeto. Entenda mais sobre o que é BIM A metodologia BIM traz um fluxo de trabalho colaborativo e inteligente baseado em um modelo tridimensional único, carregado com um banco de dados que vai amparar todas as etapas do projeto construtivo. Com a digitalização proporcionada pelo BIM, o projeto vai somando muitas informações ao longo das etapas necessárias para sua conclusão. Essas informações podem ser constantemente atualizadas à medida que novas atividades são agregadas ao longo do processo. O processo de visualização tridimensional das etapas da obra promovido pelo BIM é um dos pontos mais interessantes da metodologia, porque já foi comprovado cientificamente que 90% das imagens transmitidas ao cérebro são visuais e as imagens são processadas 60 vezes mais rapidamente em nossos cérebros do que os textos. Assim, com o BIM, essa tecnologia está a serviço de uma melhor compreensão de todo o ciclo de vida do projeto, da fase de concepção, projeto e planejamento à demolição da obra. Com esse grande grau de detalhamento, todas as disciplinas envolvidas terão acesso e conhecimento das alterações realizadas no projeto, o que reduz imensamente a quantidade de erros. Por exemplo, quando o engenheiro desenvolve o projeto elétrico, hidráulico ou AVAC é fácil conferir se não há incompatibilidades com projeto arquitetônico ou estrutural. Segundo o Relatório de Pesquisa Global de Controles de 2019, da Logikal Project Intelligence, as empresas que usam o 4D para planejamento são 3 vezes mais bem-sucedidas do que as organizações que não usam a metodologia. Esse relatório é um estudo anual que a Logikal realiza para examinar o que os projetos mais bem-sucedidos realizam de maneira diferente. Em 2019, o relatório se concentrou em oportunidades de inovação e melhorias em torno da transformação digital, com foco no BIM e na Inteligência Artificial. Dimensões são interligadas nos projetos A metodologia divide essas etapas em dimensões denominadas 3D, 4D, 5D, 6D, 7D e 8D. No BIM, cada uma dessas fases atendem a um momento da obra, por exemplo: 3D (design), 4D (planejamento), 5D (orçamento de obras), 6D (manutenção predial), 7D (sustentabilidade) e 8D (segurança). Nem sempre essas etapas serão padronizadas com esses temas. Em muitas fontes de informação, o 6D e 7D se invertem. Aqui adotamos uma padronização fornecida pela Autodesk. A quarta dimensão do BIM, que é objeto deste texto, vai elevar os resultados a um nível bastante superior porque também permite uma gestão de projetos mais eficiente, garantindo que a equipe tenha dados para realizar análises, monitorar o tempo da construção e coordenar melhor a execução, oferecendo novos recursos para a distribuição de tarefas. Além disso, o 4D e 5D BIM estão bastante relacionados porque o ponto do 5D é a extração de quantitativos de um projeto para projetar as estimativas de custos, que são essenciais para o planejamento da obra. Com o 4D BIM model, a sequência da obra pode ser visualizada, e com os recursos do 5D, pode ser realizado também um melhor planejamento financeiro do projeto, de acordo com esse sequenciamento. Vantagens do uso do BIM 4D Usar o BIM 4D traz vários benefícios à cadeia construtiva, porque fará uma vinculação inteligente com os dados do modelo digital 3D, além de também associar dados de estimativas de custos, ou seja, BIM 3D, 4D e 5D estão intimamente ligados na fase de planejamento. Em muitos locais, essa modelagem também é conhecida como sequência de construção. A modelagem 4D vai incorporar datas de início e término, tanto para o fornecimento de materiais, execução de atividades, bem como instalação dos componentes da construção. Conheça outros benefícios e recursos do 4D: Facilita a visualização de cada etapa do projeto combinado ao cronograma do projeto em vigor; Permite conferência de tarefas sobrepostas que serão críticas ao resultado; Traz oportunidade de simular cenários diferentes para avaliar resultados; Remove o desafio de sequências mal compreendidas que ocorriam em métodos construtivos tradicionais; Mitiga riscos devido à melhoria de comunicação e coordenação; Promove melhor detecção de conflitos; Proporciona otimização do tempo de entrega; Promove economia de custos; Melhora qualidade das entregas. Tecnologia a serviço do desempenho Para ajudar nesse planejamento e sequenciamento associado ao fator tempo, diversos softwares vão trazer recursos que geram eficiência nesta etapa, para o BIM 4D, o Navisworks (Autodesk) é uma das soluções mais populares. O Navisworks é apresentado como um software de gestão e compatibilização de projetos que agrega um conjunto de recursos para coordenação, planejamento e análise de custos. Assim, unifica geometria e dados para realizar a integração de cronogramas, folhas de cálculos e ferramentas de planejamento, importação e exportação de dados para interoperabilidade e associação dos componentes construtivos com as tarefas. O software também permite a análise de desvios do cronograma inicial e simulação das sequências da construção, entre outras funcionalidades para planejamento. Outra ferramenta importante é o Synchro 4D BIM. Essa é uma solução da Bentley para projetos de grande porte e complexidade, especialmente para obras de infraestrutura. Esse software faz a união do projeto de engenharia, com o gerenciamento e planejamento da obra. Entre alguns de seus recursos, permite administração de projetos de engenharia e recursos, apresentação de bases de comparação do desenvolvimento físico com o previsto no planejamento, verificação de valor agregado, coordenação da cadeia de suprimentos, etc. Curso BIM 4D: prepare-se para ser mais eficiente Para total compreensão do planejamento inteligente dos projetos construtivos proporcionados pela modelagem 4D, a realização de cursos para qualificação estão entre as ótimas opções para os profissionais do setor. Para quem não abre mão de embarcar nessa onda de inovação da indústria construtiva, o Grupo AJ BIM traz um curso de 16 horas abordando o planejamento e a compatibilização de projetos com o Navisworks. No curso, os alunos vão aprender a realizar o planejamento 4D das etapas da construção, a compatibilização com arquivos BIM, checagem de interferências com geração de relatórios e até visualizar arquivos juntos que vieram de softwares diferentes.

O uso do BIM 4D serve para adicionar mais informações ao modelo 3D único, agregando o fator tempo e planejamento. Com isso, ganha-se muito em organização e agilidade.

O 4D BIM se refere a uma das etapas de uma obra que a metodologia denomina como dimensões, que permite um fluxo inteligente de trabalho.

Assim, o Building Information Modeling tem modificado completamente os processos de trabalho dentro da indústria construtiva. 

Entenda a importância desse planejamento inteligente para os resultados finais de um projeto.

Entenda mais sobre o que é BIM

A metodologia BIM traz um fluxo de trabalho colaborativo e inteligente baseado em um modelo tridimensional único, carregado com um banco de dados que vai amparar todas as etapas do projeto construtivo.

Com a digitalização proporcionada pelo BIM, o projeto vai somando muitas informações ao longo das etapas necessárias para sua conclusão. Essas informações podem ser constantemente atualizadas à medida que novas atividades são agregadas ao longo do processo. 

O processo de visualização tridimensional das etapas da obra promovido pelo BIM é um dos pontos mais interessantes da metodologia, porque já foi comprovado cientificamente que 90% das imagens transmitidas ao cérebro são visuais e as imagens são processadas 60 vezes mais rapidamente em nossos cérebros do que os textos.

Assim, com o BIM, essa tecnologia está a serviço de uma melhor compreensão de todo o ciclo de vida do projeto, da fase de concepção, projeto e planejamento à demolição da obra.

Com esse grande grau de detalhamento, todas as disciplinas envolvidas terão acesso e conhecimento das alterações realizadas no projeto, o que reduz imensamente a quantidade de erros.

Por exemplo, quando o engenheiro desenvolve o projeto elétrico, hidráulico ou AVAC é fácil conferir se não há incompatibilidades com projeto arquitetônico ou estrutural. Segundo o Relatório de Pesquisa Global de Controles de 2019, da Logikal Project Intelligence, as empresas que usam o 4D para planejamento são 3 vezes mais bem-sucedidas do que as organizações que não usam a metodologia.

Esse relatório é um estudo anual que a Logikal realiza para examinar o que os projetos mais bem-sucedidos realizam de maneira diferente. Em 2019, o relatório se concentrou em oportunidades de inovação e melhorias em torno da transformação digital, com foco no BIM e na Inteligência Artificial.

ebook ferramentas que dao suporte ao BIM

Dimensões são interligadas nos projetos

A metodologia divide essas etapas em dimensões denominadas 3D, 4D, 5D, 6D, 7D e 8D. No BIM, cada uma dessas fases atendem a um momento da obra, por exemplo: 3D (design), 4D (planejamento), 5D (orçamento de obras), 6D (manutenção predial), 7D (sustentabilidade) e 8D (segurança). 

Nem sempre essas etapas serão padronizadas com esses temas. Em muitas fontes de informação, o 6D e 7D se invertem. Aqui adotamos uma padronização fornecida pela Autodesk.

A quarta dimensão do BIM, que é objeto deste texto, vai elevar os resultados a um nível bastante superior porque também permite uma gestão de projetos mais eficiente, garantindo que a equipe tenha dados para realizar análises, monitorar o tempo da construção e coordenar melhor a execução, oferecendo novos recursos para a distribuição de tarefas.

Além disso, o 4D e 5D BIM estão bastante relacionados porque o ponto do 5D é a extração de quantitativos de um projeto para projetar as estimativas de custos, que são essenciais para o planejamento da obra. 

Com o 4D BIM model, a sequência da obra pode ser visualizada, e com os recursos do 5D, pode ser realizado também um melhor planejamento financeiro do projeto, de acordo com esse sequenciamento.

Vantagens do uso do BIM 4D 

Usar o BIM 4D traz vários benefícios à cadeia construtiva, porque fará uma vinculação inteligente com os dados do modelo digital 3D, além de também associar dados de estimativas de custos, ou seja, BIM 3D, 4D e 5D estão intimamente ligados na fase de planejamento. Em muitos locais, essa modelagem também é conhecida como sequência de construção.

A modelagem 4D vai incorporar datas de início e término, tanto para o fornecimento de materiais, execução de atividades, bem como instalação dos componentes da construção.

Conheça outros benefícios e recursos do 4D:

  • Facilita a visualização de cada etapa do projeto combinado ao cronograma do projeto em vigor;
  • Permite conferência de tarefas sobrepostas que serão críticas ao resultado;
  • Traz oportunidade de simular cenários diferentes para avaliar resultados;
  • Remove o desafio de sequências mal compreendidas que ocorriam em métodos construtivos tradicionais;
  • Mitiga riscos devido à melhoria de comunicação e coordenação;
  • Promove melhor detecção de conflitos;
  • Proporciona otimização do tempo de entrega;
  • Promove economia de custos;
  • Melhora qualidade das entregas.

Tecnologia a serviço do desempenho

Para ajudar nesse planejamento e sequenciamento associado ao fator tempo, diversos softwares vão trazer recursos que geram eficiência nesta etapa, para o BIM 4D, o Navisworks (Autodesk) é uma das soluções mais populares.

O Navisworks é apresentado como um software de gestão e compatibilização de projetos que agrega um conjunto de recursos para coordenação, planejamento e análise de custos.

Assim, unifica geometria e dados para realizar a integração de cronogramas, folhas de cálculos e ferramentas de planejamento, importação e exportação de dados para interoperabilidade e associação dos componentes construtivos com as tarefas.

O software também permite a análise de desvios do cronograma inicial e simulação das sequências da construção, entre outras funcionalidades para planejamento.

Outra ferramenta importante é o Synchro 4D BIM. Essa é uma solução da Bentley para projetos de grande porte e complexidade, especialmente para obras de infraestrutura.

Esse software faz a união do projeto de engenharia, com o gerenciamento e planejamento da obra. Entre alguns de seus recursos, permite administração de projetos de engenharia e recursos, apresentação de bases de comparação do desenvolvimento físico com o previsto no planejamento, verificação de valor agregado, coordenação da cadeia de suprimentos, etc.

Curso BIM 4D: prepare-se para ser mais eficiente

Para total compreensão do planejamento inteligente dos projetos construtivos proporcionados pela modelagem 4D, a realização de cursos para qualificação estão entre as ótimas opções para os profissionais do setor.

Para quem não abre mão de embarcar nessa onda de inovação da indústria construtiva, o Grupo AJ BIM traz um curso de 16 horas abordando o planejamento e a compatibilização de projetos com o Navisworks.

No curso, os alunos vão aprender a realizar o planejamento 4D das etapas da construção, a compatibilização com arquivos BIM, checagem de interferências com geração de relatórios e até visualizar arquivos juntos que vieram de softwares diferentes.  

Área do Aluno

Selecione uma opção abaixo