Construção modular: quais são as vantagens?

A construção modular tem se tornado popular ao redor do mundo porque traz mais agilidade à indústria da construção. Junto com o BIM promete grandes resultados para o setor no quesito eficiência. Vamos ver neste post o que é um sistema de construção modular e quais benefícios pode trazer ao setor. O que é construção modular? Segundo o Modular Building Institute, a construção modular é um tipo de construção na qual a edificação ocorre fora do canteiro de obras e sob condições de planta controladas. Enquanto as fundações e infraestrutura vão sendo construídas nos canteiros de obras, outras partes da edificação ocorrem paralelamente, em ambiente de fábrica. Podem ser dois tipos: Construção modular volumétrica: divisões inteiras são criadas (paredes, pisos e tetos), como salas, banheiros, quartos, etc, até a pré-fabricação de um edifício inteiro. Tudo é construído em uma fábrica e depois transportado ao local onde a obra será localizada; Construção modular em painéis: essas unidades pré-fabricadas podem ser realizadas por elementos como portas, janelas, escadas, telhados, também construídas em configuração de fábrica e transportadas para o local da instalação. É uma das iniciativas que visam produzir melhores resultados da indústria da construção civil que acumula décadas e décadas de problemas recorrentes como: erros de cálculos de materiais e desperdício, atrasos em obras, estouro de orçamentos e outros sérios problemas de sustentabilidade ambiental nos canteiros de obra. Junto com o BIM, a construção modular pode trazer muito mais benefícios ao setor, promovendo economias, mais rapidez no término das obras e muito mais eficiência em seus resultados. Mas o que é BIM? O BIM opera com um fluxo de trabalho inteligente. Começa com um modelo único em 3D carregado de um banco de dados que servirá para todos os estágios do projeto e possibilita o compartilhamento entre todos os envolvidos no setor AECO. Nesse estágio, a visualização do projeto atinge exatamente o que será o produto final físico. O modelo único vai transmitir o escopo do projeto, com suas etapas e resultados. Essa modelagem traz muitas vantagens para a análise de interferências, pois permite a detecção de conflitos antes da fase da construção e apresentação de soluções nas diversas disciplinas da obra, que vão envolver arquitetos, engenheiros, projetistas, construtores, etc. O BIM oferece também mais colaboração no projeto, o que se traduz em melhor comunicação entre todas as partes envolvidas, simulações do desempenho da obra por meio das representações digitais, cálculo exato de orçamentos e cronogramas, economia de materiais e recursos, etc. Com o BIM, será possível utilizar os padrões de coordenação modular tanto para dimensionar como para localizar objetos de construção em um quadro de referência modular. Essa integração das ferramentas do BIM com a construção civil modular permite aprimorar o design e realizar a automatização de atividades da modelagem e da documentação. Construção civil: modular em BIM Uma construção em módulos prevê as mesmas premissas de um projeto arquitetônico realizado com a construção tradicional, com vários elementos, como cálculos de inclinação de telhado, a elaboração de uma planta humanizada ou até trabalhar com arquitetura sensorial. Porém, a elaboração de conjuntos modulares pode ser bastante complexa, mas será otimizada com os recursos do BIM, a começar porque permite atuar com fluxos inteligentes, que vão envolver o design e a fabricação digital em todas as disciplinas. Devido às representações digitais da edificação, o BIM também permitirá uma visualização que auxilia na escolha de materiais, correção de possíveis erros ou redução de custos da execução da fabricação. Quais os benefícios da construção modular associada ao BIM? Tanto a metodologia BIM como a construção modular podem somar forças no que se refere aos benefícios para o setor. Embora a construção modular no Brasil ainda não seja tão popular como em outros países, as construtoras ao redor do mundo já revelam diversos impactos positivos onde o sistema foi adotado associado ao BIM. Porém, um exemplo recente de possibilidade para uso de blocos modulares para construção para obras que exigiam agilidade de término foram os hospitais de campanha construídos para tratamento da Covid-19. O Hospital Municipal M’Boi Mirim, na zona sul de São Paulo, por exemplo, foi construído em apenas 36 dias. Vamos conhecer mais benefícios desse sistema de construção associado ao BIM: Produtividade Um estudo da McKinsey já apontou que a construção modular tem um potencial para aumentar a produtividade de 5 a 10 vezes mais nos canteiros de obra. Além disso, estudos demonstram que, em geral, uma construção de casa modular ou outras instalações costumam ser de 30% a 50% mais velozes dos que nas métodos tradicionais. Menores custos de construção Com o BIM, todos os cenários já são previamente conhecidos, antes da construção. Esse fato, por si só, já aumenta a eficiência da entrega da obra porque elimina os erros ainda na fase de projeto e, assim, elimina custos de remodelação e retrabalhos provocados por erros, após a conclusão da obra. Além disso, o prazo mais rápido para conclusão do projeto também reduz as despesas dos clientes e pode gerar mais receitas em um tempo mais curto. Melhor qualidade do projeto Como a construção dos elementos ocorrem de forma industrializada há também uma maior garantia do controle de qualidade da construção. O ambiente interno das empresas de construção modular também contribui para a preservação dos componentes construídos. Cronograma aperfeiçoado Como o BIM permite o compartilhamento de informações entre todos os envolvidos nas etapas das obras, o fluxo de trabalho fica mais inteligente também no que se refere à construção modular, porque também é permitido o total gerenciamento e coordenação desta etapa associada às outras que envolvem o canteiro de obras. Porém, as condições climáticas que, muitas vezes, impactam a entrega da obra, também não afetam os prazos da construção porque módulos inteiros ou painéis são construídos em outros locais. Segurança Em configurações de fábrica, a segurança e saúde dos envolvidos na construção dos componentes também é mais assegurada. Isso é muito importante porque esse setor também acumula acidentes de trabalho. Sustentabilidade Embora sejam construídos com os mesmos materiais e especificações arquitetônicas do método de construção tradicional, com a pré-fabricação de elementos em outros locais, os canteiros de obra reduzem a perturbação sonora, fluxo de materiais recebidos e a quantidade de resíduos, melhorando o impacto ambiental. Conclusão De acordo com um estudo da Report and Data, o mercado global da construção modular deve chegar a U$ 191,62 bilhões até 2027. Em países frios como a Finlândia, Suécia e Canadá, as condições climáticas desfavorecem os métodos tradicionais de construção. Por isso, a construção modular tem sido uma alternativa. Só em 2018, aproximadamente 85% das casas na Suécia foram construídas com esse novo método. No Brasil, não há grandes problemas de excesso de frio, mas muitos dias chuvosos também impactam o cronograma das obras em muitas regiões do país. Além disso, é mais que conhecido o grande déficit habitacional do país, que também exige obras mais rápidas para atender a essa demanda. Com isso, a construção de casas ou com outras finalidades, com associação ao BIM, poderia ser a solução para redução de custos, menores prazos de entrega e aumento da produtividade do setor no país.

A construção modular tem se tornado popular ao redor do mundo porque traz mais agilidade à indústria da construção. Junto com o BIM promete grandes resultados para o setor no quesito eficiência.

Vamos ver neste post o que é um sistema de construção modular e quais benefícios pode trazer ao setor.

O que é construção modular?

Segundo o Modular Building Institute, a construção modular é um tipo de construção na qual a edificação ocorre fora do canteiro de obras e sob condições de planta controladas.

Enquanto as fundações e infraestrutura vão sendo construídas nos canteiros de obras, outras partes da edificação ocorrem paralelamente, em ambiente de fábrica.

Podem ser dois tipos:

  • Construção modular volumétrica: divisões inteiras são criadas (paredes, pisos e tetos), como salas, banheiros, quartos, etc, até a pré-fabricação de um edifício inteiro. Tudo é construído em uma fábrica e depois transportado ao local onde a obra será localizada;
  • Construção modular em painéis:  essas unidades pré-fabricadas podem ser realizadas por elementos como portas, janelas, escadas, telhados, também construídas em configuração de fábrica e transportadas para o local da instalação.

É uma das iniciativas que visam produzir melhores resultados da indústria da construção civil que acumula décadas e décadas de problemas recorrentes como: erros de cálculos de materiais e desperdício, atrasos em obras, estouro de orçamentos e outros sérios problemas de sustentabilidade ambiental nos canteiros de obra.

Junto com o BIM, a construção modular pode trazer muito mais benefícios ao setor, promovendo economias, mais rapidez no término das obras e muito mais eficiência em seus resultados.

Mas o que é BIM?

O BIM opera com um fluxo de trabalho inteligente. Começa com um modelo único em 3D carregado de um banco de dados que servirá para todos os estágios do projeto e possibilita o compartilhamento entre todos os envolvidos no setor AECO. Nesse estágio, a visualização do projeto atinge exatamente o que será o produto final físico.

O modelo único vai transmitir o escopo do projeto, com suas etapas e resultados. Essa modelagem traz muitas vantagens para a análise de interferências, pois permite a detecção de conflitos antes da fase da construção e apresentação de soluções nas diversas disciplinas da obra, que vão envolver arquitetos, engenheiros, projetistas, construtores, etc.

O BIM oferece também mais colaboração no projeto, o que se traduz em melhor comunicação  entre todas as partes envolvidas, simulações do desempenho da obra por meio das representações digitais, cálculo exato de orçamentos e cronogramas, economia de materiais e recursos, etc. 

Com o BIM, será possível utilizar os padrões de coordenação modular tanto para dimensionar como para localizar objetos de construção em um quadro de referência modular.

Essa integração das ferramentas do BIM com a construção civil modular permite aprimorar o design e realizar a automatização de atividades da modelagem e da documentação.

Construção civil: modular em BIM

Uma construção em módulos prevê as mesmas premissas de um projeto arquitetônico realizado com a construção tradicional, com vários elementos, como cálculos de inclinação de telhado,  a elaboração de uma  planta humanizada ou até trabalhar com arquitetura sensorial. 

Porém, a elaboração de conjuntos modulares pode ser bastante complexa, mas será otimizada com os recursos do BIM, a começar porque permite atuar com fluxos inteligentes, que vão envolver o design e a fabricação digital em todas as disciplinas.

Devido às representações digitais da edificação, o BIM também permitirá uma visualização que auxilia na escolha de materiais, correção de possíveis erros ou redução de custos da execução da fabricação.

Quais os benefícios da construção modular associada ao BIM?

Tanto a metodologia BIM como a construção modular podem somar forças no que se refere aos benefícios para o setor.

Embora a construção modular no Brasil ainda não seja tão popular como em outros países, as construtoras ao redor do mundo já revelam diversos impactos positivos onde o sistema foi adotado associado ao BIM. 

Porém, um exemplo recente de possibilidade para uso de blocos modulares para construção para obras que exigiam agilidade de término foram os hospitais de campanha construídos para tratamento da Covid-19. O Hospital Municipal M’Boi Mirim, na zona sul de São Paulo, por exemplo, foi construído em apenas 36 dias.

Vamos conhecer mais benefícios desse sistema de construção associado ao BIM:

Produtividade

Um estudo da McKinsey já apontou que a construção modular tem um potencial para aumentar a produtividade de 5 a 10 vezes mais nos canteiros de obra.

Além disso, estudos demonstram que, em geral, uma construção de casa modular  ou outras instalações costumam ser de 30% a 50% mais velozes dos que nas métodos tradicionais.

Menores custos de construção

Com o BIM, todos os cenários já são previamente conhecidos, antes da construção. Esse fato, por si só, já aumenta a eficiência da entrega da obra porque elimina os erros ainda na fase de projeto e, assim, elimina custos de remodelação e retrabalhos provocados por erros, após a conclusão da obra.

Além disso, o prazo mais rápido para conclusão do projeto também reduz as despesas dos clientes e pode gerar mais receitas em um tempo mais curto. 

Melhor qualidade do projeto

Como a construção dos elementos ocorrem de forma industrializada há também uma maior garantia do controle de qualidade da construção. O ambiente interno das empresas de construção modular também contribui para a preservação dos componentes construídos.

Cronograma aperfeiçoado

Como o BIM permite o compartilhamento de informações entre todos os envolvidos nas etapas das obras, o fluxo de trabalho fica mais inteligente também no que se refere à construção modular, porque também é permitido o total gerenciamento e coordenação desta etapa associada às outras que envolvem o canteiro de obras.

Porém, as condições climáticas que, muitas vezes, impactam a entrega da obra, também não afetam os prazos da construção porque módulos inteiros ou painéis são construídos em outros locais.

Segurança

Em configurações de fábrica, a segurança e saúde dos envolvidos na construção dos componentes também é mais assegurada. Isso é muito importante porque esse setor também acumula acidentes de trabalho.

Sustentabilidade

Embora sejam construídos com os mesmos materiais e especificações arquitetônicas do método de construção tradicional, com a pré-fabricação de elementos em outros locais, os canteiros de obra reduzem a perturbação sonora, fluxo de materiais recebidos e a quantidade de resíduos, melhorando o impacto ambiental.  

Conclusão

De acordo com um estudo da Report and Data, o mercado global da construção modular deve chegar a U$ 191,62 bilhões até 2027.

Em países frios como a Finlândia, Suécia e Canadá, as condições climáticas desfavorecem os métodos tradicionais de construção. Por isso, a construção modular tem sido uma alternativa. Só em 2018, aproximadamente 85% das casas na Suécia foram construídas com esse novo método.

No Brasil, não há grandes problemas de excesso de frio, mas muitos dias chuvosos também impactam o cronograma das obras em muitas regiões do país. Além disso, é mais que conhecido o grande déficit habitacional do país, que também exige obras mais rápidas para atender a essa demanda.

Com isso, a construção modular de casas ou de outros tipos de edificações, com associação ao BIM, poderia ser a solução para redução de custos, menores prazos de entrega e aumento da produtividade do setor no país.

Área do Aluno

Selecione uma opção abaixo