Implementação BIM nas empresas: por que a hora é agora?

A implantação BIM (Building Information Modeling) ou Modelagem de Informação da Construção em uma empresa exige muito mais do que aspectos de conhecimento de uma metodologia.

Para construir uma nova maneira de enxergar todos os aspectos dos processos da construção civil a partir dessa tecnologia, é preciso ampliar a mente de todos os envolvidos na indústria da arquitetura, engenharia e construção.

Primeira modificação para implantação do BIM é de mindset

Para promover implantação BIM para construtoras e incorporadoras, as empresas terão que realizar uma nova mudança de olhar nos profissionais da cadeia sejam arquitetos, paisagistas, engenheiros e da organização como um todo, que terão que adquirir muito mais do que o conhecimento em um curso sobre BIM.

As empresas precisam focar em processos colaborativos, em diferentes estágios do ciclo de vida de um projeto com todos os elementos integrados. Vale lembrar que a metodologia BIM abrange três pilares: tecnologia, processos e pessoas.

A metodologia/tecnologia BIM promove aperfeiçoamento na comunicação entre os envolvidos na cadeia, na redução de prazos e custos, além da qualidade de informação que vai possibilitar uma melhor tomada de decisão em um projeto.

Empresas do setor precisam reconhecer que existem inúmeros motivos para implantar a metodologia BIM nos processos de trabalho  e promover as mudanças necessárias. A certeza é que todos só terão a ganhar.

Para se ter ideia dos benefícios para uma empresa, é possível dizer que o BIM trará melhorias para:

  • Qualidade dos projetos;
  • Informações precisas;
  • Processos mais colaborativos;
  • Compatibilização de projetos;
  • Redução de tempo de entrega e custos;
  • Velocidade de projetos;
  • Planejamento das obras;
  • Desempenho das construções;
  • Avaliação e análise de edifícios verdes.
  • Quantitativos de orçamentos;
  • Gerenciamento de obras;
  • Gerenciamento pós-obra.

Então, conhecer a tecnologia será o primeiro passo, mas não será o único. Esse é só o pontapé inicial de uma jornada que poderá ser um tanto complexa. Por isso mesmo, é preciso começar a caminhar.

Implantação BIM no Brasil

Vários países como EUA, Reino Unido, Cingapura e outros, já reconheceram esses inúmeros benefícios na adoção da nova metodologia, especialmente porque permite uma digitalização sem precedentes no setor. O mundo exige mais tecnologia para a área.

No Reino Unido a adoção foi radical em projetos públicos desde 2016. Relatórios governamentais apontam que a implantação foi benéfica ao setor naquele país. Finlândia, Noruega, Dinamarca e Suécia também são líderes globais na adoção e implementação do BIM.

Na Austrália, onde 7,8% do PIB provém da indústria da construção, o BIM está sendo adotado desde 2016 para aumentar a eficiência do processos. 

Mas absorver as vantagens da implantação do BIM no Brasil tem sido cada vez mais importante desde a publicação do decreto no. 9.377, de 17 de maio de 2018 — que sofreu atualização em 2019. Porém, houve a assinatura de um novo decreto em 2 de abril deste ano, o que promete ainda mais movimentação no que se refere à implantação do BIM em empresas.

Decreto governamental

No  Decreto 10.306, o governo federal estabelece a utilização do BIM, no âmbito da Estratégia Nacional de Disseminação do Building Information Modeling – Estratégia BIM BR, na execução direta ou indireta de obras e serviços de engenharia realizada pelos órgãos e pelas entidades da administração pública federal referentes a construções novas, reformas, ampliações ou reabilitações. 

A finalidade da Estratégia BIM BR é promover um ambiente adequado ao investimento na metodologia e sua difusão no Brasil.

Tal decreto, que é direcionado a projetos específicos do Governo Federal, mas irão criar um efeito cascata nos demais órgãos do Governo para que o BIM seja disseminado por todo o Brasil.

Será a partir dessas datas que obras do setor público, como nos Ministérios da Defesa e Infraestrutura,  só poderão ser projetadas e executadas a partir da tecnologia BIM. Assim, as empresas que detiverem esse conhecimento e absorverem as diretrizes da metodologia poderão ter grandes oportunidades no setor.

Além disso, é preciso entender também que quando o setor público cria leis para determinadas áreas, o setor privado costuma acompanhar. Exatamente dessa forma ocorreu nos países onde houve implantação do BIM com sucesso. 

Nos EUA, por exemplo, os programas de adoção do BIM pelo governo começaram em setores como Administração de Serviços Gerais (GSA), Serviço de Edifícios Públicos (PBS) e Escritório do Arquiteto Chefe (OCA) em 2003. 

No Brasil, não deverá ser diferente. Assim, as empresas que trabalham exclusivamente com a área privada também precisarão passar por esse processo de adoção e implementação do BIM. 

Reorganizar processos é fundamental na implantação

Mas não basta apenas fazer um curso, treinar a equipe e comprar um software, como se fosse um simples aperto de botão para implantação do BIM em uma empresa. Muita vezes, são os estagiários que trazem a nova metodologia para dentro das empresas a partir de cursos grátis em internet ou até mesmo há uma busca por consultores externos.

Esse passo a passo não vai funcionar e provavelmente trará perda de tempo, dinheiro e oportunidades. O que é preciso na verdade, é que todos os profissionais da cadeia da empresa, sejam sócios, diretores ou colaboradores realizem uma verdadeira mudança de mindset para adotar a metodologia no fluxo de trabalho.

E o primeiro passo é promover organização, o que pode ser traduzido também por planejamento.

O BIM precisa modificar a forma como todos na organização empresarial vão atuar. Isso não pode ser feito da noite para o dia. É preciso ter uma estratégia muito bem pensada.

Conquiste a liderança

Se a ideia da implantação do BIM partir mais do operacional do que do setor gerencial, é preciso apresentar os benefícios da metodologia. 

Quando uma grande mudança se faz necessária, ela vai gerar custos, que são cobertos pelas altas patentes em uma organização. Assim, apresentar benefícios como redução de custos e aumento de produtividade, que é comum à metodologia BIM, vai agradar os empresários de uma organização.

É preciso demonstrar que é mais que certo que o BIM vai afetar os negócios e, se a implantação ocorrer de forma organizada, com certeza serão impactos para lá de positivos, com vantagens como: redução de tempo de desenvolvimento dos projetos e até minimização dos problemas na execução das obras, o que vai gerar muito mais rentabilidade.

Quando os empresários do setor enxergam a mudança, a implantação do BIM tende a ocorrer de forma rápida.

Consultoria especializada

Nessa metodologia focada nos pilares das pessoas, processo e tecnologia, é preciso contar com um profissional especializado que saiba cada etapa que deverá ser cumprida na implantação BIM. Esse profissional tanto pode ser um colaborador que já faz parte do quadro ou até mesmo a contratação de uma consultoria especializada.

Um BIM Manager também precisa ser definido no momento da implantação do BIM, porque é ele que vai entender a ferramenta e programas que ajudarão nos processos de planejamento, levantamento, orçamento e coordenação das obras dentro dessa nova metodologia.

Além disso, também será importante definir os recursos humanos, verificando a possibilidade de um remanejamento, contratação de pessoal ou mudança de hierarquia. Treinar todos dentro da metodologia será o próximo passo para implantação BIM na empresa.

Treinamento do time

Proporcionar o conhecimento da metodologia é fundamental para que todas os integrantes da cadeia possam atuar de forma conjunta. Todos vão se beneficiar com a implantação BIM. 

Fazer cursos, treinamentos, demonstrações sobre a metodologia BIM vai ajudar a engajar aqueles profissionais que estarão no dia a dia das ações.

No treinamento, os profissionais vão conhecer:

  • As aplicações do BIM na cadeia construtiva;
  • Conceitos básicos de compatibilização, coordenação e colaboração em projetos;
  • Os sistemas construtivos de edificação e seus impactos;
  • Diretrizes da modelagem BIM;
  • Softwares.

BIM é sobre colaboração, por isso, as equipes que estão com a mente enraizada em processos ultrapassados podem levar mais tempo para entender o processo cooperativo do BIM. Todos precisam estar na mesma página para a mudança funcionar bem.

Assim, um plano de treinamento poderá ajudar a capacitar todos os envolvidos.

Diversos softwares são baseados nos conceitos BIM, um deles é o Revit. Na área de arquitetura, os profissionais também deverão conhecer o software Revit. 

Esses softwares podem ser utilizados em diferentes etapas de uma edificação, como a modelagem, análises de interferências, planejamento, orçamento e gerenciamento.

O principal benefícios deles é que permitem mudanças simultâneas em cada etapa do projeto, mesmo sendo operada em diferentes áreas.

Mapeamento do processo atual e da mudança para o BIM

É preciso fazer um mapeamento do processo atual, de forma bastante minuciosa e detalhista, para definir o projeto de desenvolvimento desejado com o BIM.

Esse levantamento trará de informações e análise da empresa. Por exemplo: qual o nível de conhecimento sobre a metodologia, quais os objetivos e processos atuais, há recursos humanos para promover a implantação do BIM, como estão os recursos financeiros, quais produtos serão apresentados ao mercado, etc.

Depois que forem levantadas todas as informações, é preciso apresentar os resultados para elaboração de um diagnóstico.

Por isso, além de implantar é preciso também implementar, que é por em prática o que foi introduzido.

Com esse conhecimento será possível definir um Plano de Ações e o escopo da implantação do BIM, para identificar os fluxos de trabalho, estabelecer interoperabilidade de informações e descrever a infraestrutura necessária para suportar a nova metodologia.

Implemente os novos padrões

Para melhoria dos projetos nos aspectos de execução, operação e manutenção, novos processos precisarão ser adotados a partir da implantação do BIM.

Será preciso revisar processos de trabalho de forma interna e externa e criar novos padrões técnicos. Analisar e documentar os processos também é parte integrante para implantar o BIM.

Durante o processo de implantação do BIM nas empresa também será preciso dar atenção especial ao gerenciamento de riscos, que pode envolver perda de pessoal que está sendo treinado, não aceitação por parte de clientes sobre a nova metodologia e contenção de vários outros problemas que possam surgir no meio do processo.

Será necessária a criação de uma biblioteca de conteúdos, específicas de cada disciplina, para gerar um arquivo de parâmetros que possa ser atualizado e compartilhado entre as equipes.

Levante dados para criação do Template BIM em sua biblioteca correspondente, para personalizar os seus recursos BIM.

A Comunicação com o BIM também será totalmente diferente do CAD, muito mais eficiente e integrada entre todos os envolvidos. Serão novas formas de disponibilizar revisões, localização  de arquivos e até mesmo a forma de discussão dos projetos com os clientes e profissionais envolvidos.

É preciso entender que na implantação do BIM nas empresas, integração será uma das palavras-chave, tanto das pessoas, como dos processos e ferramentas.

Desafios da implantação BIM

No começo, os empresários podem sentir que não estão produzindo a produtividade que esperavam na implantação do BIM, porque a medida gerou um custo. Isso é normal. Afinal, houve muitas saídas financeiras relacionadas à aquisição de software, hardware, infraestrutura, treinamentos e até contratação de consultoria especializada. 

Mas esse custo da implantação do BIM nas empresas será diluído e essa ação vai demonstrar que essa iniciativa vai gerar melhorias em toda a cadeia, dos quantitativos de suprimentos, aos prazos e lucros. Certamente haverá um ganho de qualidade geral.

A dica é explorar a tecnologia para que ela ofereça o que tem de melhor para promover ganhos, porque a configuração dos modelos vai tornar tudo mais rápido.

Para isso, não caia na armadilha de criar soluções técnicas excessivamente complexas que acabam sendo menos eficientes. Esteja muito atento e ciente dos objetivos finais da implantação do BIM para a sua empresa. Portanto, estabeleça metas realistas, dedicando o tempo e o esforço correto para atingir o ideal. 

Área do Aluno

Selecione uma opção abaixo