Infraworks: entenda quando usar esse software

O BIM tem sido um grande sopro de otimização para a indústria construtiva, inclusive para o setor de infraestrutura, que vem contando com tecnologias cada vez mais avançadas, como o software Infraworks. Leia neste post, o que o Autodesk Infraworks pode fazer pelos projetos de infraestrutura. O BIM nos projetos de infraestrutura A infraestrutura pode ser definida como as estruturas e sistemas que representam a base do funcionamento de diversos serviços. Linhas de energia, rede de esgotos, conexões de rede, ferrovias e diversas outras obras compõem a infraestrutura de uma localidade. Essas obras são extremamente complexas, portanto, há uma necessidade cada vez maior de otimizar seus resultados, já que esse setor é um dos que movimentam a economia, com projetos que somam investimentos milionários, e demonstram o desenvolvimento e crescimento de uma localidade. Para o aperfeiçoamento desses projetos de infraestrutura, o BIM chegou como um dos poderosos protagonistas da Construção 4.0, que trouxe mais digitalização e recursos tecnológicos para o setor. Entre as ferramentas essenciais dessa indústria, os softwares BIM surgem como uma forma de otimizar os resultados, proporcionando melhor desempenho e rentabilidade. Como exemplo, o Infraworks é um desses softwares. O que é o Infraworks? O Infraworks é uma solução da Autodesk que dá suporte à metodologia BIM para planejamento e design dos projetos de infraestrutura. Com esse software é permitido modelar, analisar e visualizar os seus conceitos de projeto em suas fases iniciais. Como está amparado pela plataforma BIM, o software também apresenta um fluxo inteligente. Lançado em 2012, foi o primeiro a oferecer a possibilidade de integrar dados arquitetônicos e geoespaciais enquanto simula os diferentes componentes do projeto tridimensional e em tempo real. É direcionado para todo o setor de estrutura urbana das cidades. Traz bastante assertividade para as fases de concepção de projeto e planejamento. Com o Infraworks, é muito rápido e fácil transmitir a intenção do projeto. Para otimizar o design, oferece a ferramenta Model Builder, que traz grande funcionalidade para o desenvolvimento de imagens conceituais. A partir dessa ferramenta, é possível ter uma compreensão muito mais exata sobre os projetos e definir seus limites, assim como seus componentes críticos, com dados de linha de base de rodovias, superfícies, condições de drenagem, hidrografia, condições geológicas, dados demográficos, estruturas atuais, etc. Com o Infraworks, é possível usar o modelo para criar, editar e detalhar diversas alternativas para os projetos estruturais, além de possibilitar a criação de apresentações sofisticadas a partir de suas opções de visualização. Com essas funcionalidades permite que o projeto seja melhor compreendido pelos clientes e stakeholders, além de garantir melhor comunicação. Por que usar o Infraworks em seus projetos? Segundo dados da McKinsey, em governos do mundo inteiro há investimentos de mais de US$ 2,5 trilhões por ano em infraestrutura, somando as áreas de transportes e os sistemas de energia, água e telecomunicações. Pelos dados da empresa, a infraestrutura tem uma taxa de retorno de 20% e pode representar um significativo aumento do PIB de um país. Não importa o país, é um setor extremamente dinâmico no qual estão sempre ocorrendo obras de novas rodovias, instalação de energias subterrâneas, desenvolvimento de sistemas operacionais, como os de telecomunicações e segurança, substituições estruturais para modernização de vários sistemas, etc. Dada a importância do setor, a tecnologia surge como um aliado importante para obter melhores resultados. Com o BIM, esse melhor desempenho significa menos retrabalho e menos erros, dados que oferecem suporte às operações e permitem melhor comunicação, além de colaboração aprimorada. Para as agências governamentais é, de fato, uma forma eficiente de mostrar mais eficiência e transparência, além de melhorar a coordenação desses altos investimentos. Com a tecnologia BIM, é possível projetar toda a estrutura que suporta as obras, como viadutos, estradas, rede de abastecimento de água ou eletricidade dentro do próprio modelo. Cada componente estará em conformidade com as especificações definidas no projeto. Além disso, a cada vez que uma mudança for realizada pelos profissionais envolvidos, essa alteração será refletida automaticamente em todo o design. Esse é um dos principais ganhos do uso do Infraworks nos projetos de infraestrutura: a integração dos responsáveis pelo design, gestores e clientes, o que facilita as tomadas de decisão. Esse fator é essencial, porque em obras de infraestrutura, qualquer decisão tomada de forma errada nas fases de concepção e planejamento pode representar prejuízos na ordem de milhões na moeda de cada país. No Infraworks, as mensagens são repassadas com bastante praticidade e clareza. Tanto que governos do mundo inteiro estão adotando no setor de infraestrutura, como exemplo, podem ser citadas as obras realizadas em Dubai. Com uma interface simples e bastante limpa, os profissionais conseguem desenvolver o conceito do projeto de forma rápida. Além disso, o Infraworks tem introduzido e somando melhorias aos seus recursos, um dos pontos aperfeiçoados foram para os projetos de estrada, drenagem, pontes e simulação de tráfego, com otimização de perfil e opções de análise de distância de visão. Além disso, em termos de comparação entre os softwares utilizados na infraestrutura, Civil 3D vs Infraworks, por exemplo, muitos revisores apontam que acreditam que o Infraworks é mais fácil de usar, configurar e administrar, e também é considerado melhor na atualização de recursos. O que o Infraworks faz? É viável para projetos de infraestrutura de todos os tipos: movimentação de terra, estradas, pontes, loteamentos, redes de água e energia, sistemas de telecomunicação e segurança, etc; Permite esquematizar visualmente todas as opções de design; Permite determinar a viabilidade do projeto; No design conceitual, traz: paletas de tema, vistas de seção transversal (avaliar a superelevação, montagem da estrada e os detalhes de engenharia de corte, etc); projetar estradas componentes; fazer classificação de estrada, melhoria de componentes de estrada, projetos de rotatória e projetos de pontes baseadas em componentes, etc; Na modelagem de contexto, traz: conectar conteúdo ArcGIS, gerar recursos de nuvens de pontos, gerar terreno a partir de nuvens de pontos, modelar ambiente existente, e importar dados de forma automatizada; Para Análise e Simulação, oferece: simulações de inundação, tráfego e mobilidade; distâncias 2D e inclinação, quantidade de materiais, análises refinadas ponte; Imagens fotorrealistas; Permite melhorar qualidade de fotos aéreas; Criação de storyboards e animações; Exportação de dados de estruturas para o Revit. Conclusão O Infraworks não vai apresentar o resultado final do projeto mas será um grande aditivo nas fases iniciais. A possibilidade de ter uma visão muito detalhada do projeto nas etapas importantes como concepção e planejamento, tornam o Infraworks extremamente útil ao trabalho dos designers nos projetos de infraestrutura. Sem dúvida, traz um fluxo bastante eficiente para evitar possíveis erros e economizar tempo total do ciclo de vida do projeto.

O BIM tem sido um grande sopro de otimização para a indústria construtiva, inclusive para o setor de infraestrutura, que vem contando com tecnologias cada vez mais avançadas, como o software Infraworks.

Leia neste post, o que o Autodesk Infraworks pode fazer pelos projetos de infraestrutura.

O BIM nos projetos de infraestrutura

A infraestrutura pode ser definida como as estruturas e sistemas que representam a base do funcionamento de diversos serviços. Linhas de energia, rede de esgotos, conexões de rede, ferrovias e diversas outras obras compõem a infraestrutura de uma localidade.

Essas obras são extremamente complexas, portanto, há uma necessidade cada vez maior de otimizar seus resultados, já que esse setor é um dos que movimentam a economia, com projetos que somam investimentos milionários,  e demonstram o desenvolvimento e crescimento de uma localidade.

Para o aperfeiçoamento desses projetos de infraestrutura, o BIM chegou como um dos poderosos protagonistas da Construção 4.0, que trouxe mais digitalização e recursos tecnológicos para o setor.

Entre as ferramentas essenciais dessa indústria, os softwares BIM surgem como uma forma de otimizar os resultados, proporcionando melhor desempenho e rentabilidade. Como exemplo, o Infraworks é um desses softwares.

O que é o Infraworks?

O Infraworks é uma solução da Autodesk que dá suporte à metodologia BIM para planejamento e design dos projetos de infraestrutura.

Com esse software é permitido modelar, analisar e visualizar os seus conceitos de projeto em suas fases iniciais. Como está amparado pela plataforma BIM, o software também apresenta um fluxo inteligente.

Lançado em 2012, foi o primeiro a oferecer a possibilidade de integrar dados arquitetônicos e geoespaciais enquanto simula os diferentes componentes do projeto tridimensional e em tempo real.

É direcionado para todo o setor de estrutura urbana das cidades. Traz bastante assertividade para as fases de concepção de projeto e planejamento. Com o Infraworks, é muito rápido e fácil transmitir a intenção do projeto.

Para otimizar o design, oferece a ferramenta Model Builder, que traz grande funcionalidade para o desenvolvimento de imagens conceituais.

A partir dessa ferramenta, é possível ter uma compreensão muito mais exata sobre os projetos e definir seus limites, assim como seus componentes críticos, com dados de linha de base de rodovias, superfícies, condições de drenagem, hidrografia, condições geológicas, dados demográficos, estruturas atuais, etc.

Com o Infraworks, é possível usar o modelo para criar, editar e detalhar diversas alternativas para os projetos estruturais, além de possibilitar a criação de apresentações sofisticadas a partir de suas opções de visualização.

Com essas funcionalidades permite que o projeto seja melhor compreendido pelos clientes e stakeholders, além de garantir melhor comunicação.

Por que usar o Infraworks em seus projetos?

Segundo dados da McKinsey, em governos do mundo inteiro há investimentos de mais de US$ 2,5 trilhões por ano em infraestrutura, somando  as áreas de transportes e os sistemas de energia, água e telecomunicações. 

Pelos dados da empresa, a infraestrutura tem uma taxa de retorno de 20% e pode representar um significativo aumento do PIB de um país.

Não importa o país, é um setor extremamente dinâmico no qual estão sempre ocorrendo obras de novas rodovias, instalação de energias subterrâneas, desenvolvimento de sistemas operacionais, como os de telecomunicações e segurança, substituições estruturais para modernização de vários sistemas, etc. 

Dada a importância do setor, a tecnologia surge como um aliado importante para obter melhores resultados. Com o BIM, esse melhor desempenho significa menos retrabalho e menos erros, dados que oferecem suporte às operações e permitem melhor comunicação, além de colaboração aprimorada. Para as agências governamentais é, de fato, uma forma eficiente de mostrar mais eficiência e transparência, além de melhorar a coordenação desses altos investimentos.

Projeto das estruturas

Com a tecnologia BIM, é possível projetar toda a estrutura que suporta as obras, como viadutos, estradas, rede de abastecimento de água ou eletricidade dentro do próprio modelo. Cada componente estará em conformidade com as especificações definidas no projeto. Além disso, a cada vez que uma mudança for realizada pelos profissionais envolvidos, essa alteração será refletida automaticamente em todo o design.

Esse é um dos principais ganhos do uso do Infraworks nos projetos de infraestrutura: a integração dos responsáveis pelo design, gestores e clientes, o que facilita as tomadas de decisão. Esse fator é essencial, porque em obras de infraestrutura, qualquer decisão tomada de forma errada nas fases de concepção e planejamento pode representar prejuízos na ordem de milhões na moeda de cada país.

No Infraworks, as mensagens são repassadas com bastante praticidade e clareza. 

Tanto que governos do mundo inteiro estão adotando no setor de infraestrutura, como exemplo, podem ser citadas as obras realizadas em Dubai.

Com uma interface simples e bastante limpa, os profissionais conseguem desenvolver o conceito do projeto de forma rápida.

Além disso, o Infraworks tem introduzido e somando melhorias aos seus recursos, um dos pontos aperfeiçoados foram para os  projetos de estrada, drenagem,  pontes e simulação de tráfego, com otimização de perfil e opções de análise de distância de visão. 

Além disso, em termos de comparação entre os softwares utilizados na infraestrutura,  Civil 3D vs Infraworks, por exemplo, muitos revisores apontam que acreditam que o Infraworks é mais fácil de usar, configurar e administrar, e também é considerado melhor na atualização de recursos.

O que o Infraworks faz?

  • É viável para projetos de infraestrutura de todos os tipos: movimentação de terra, estradas, pontes, loteamentos, redes de água e energia, sistemas de telecomunicação e segurança, etc;
  • Permite esquematizar visualmente todas as opções de design;
  • Permite determinar a viabilidade do projeto;
  • No design conceitual, traz: paletas de tema, vistas de seção transversal (avaliar a superelevação, montagem da estrada e os detalhes de engenharia de corte, etc); projetar estradas componentes; fazer classificação de estrada, melhoria de componentes de estrada, projetos de rotatória e projetos de pontes baseadas em componentes, etc;
  • Na modelagem de contexto, traz: conectar conteúdo ArcGIS, gerar recursos de nuvens de pontos, gerar terreno a partir de nuvens de pontos, modelar ambiente existente, e importar dados de forma automatizada;
  • Para Análise e Simulação, oferece:  simulações de inundação, tráfego e  mobilidade; distâncias 2D e inclinação, quantidade de materiais, análises refinadas ponte;
  • Imagens fotorrealistas;
  • Permite melhorar qualidade de fotos aéreas;
  • Criação de storyboards e animações;
  • Exportação de dados de estruturas para o Revit.
O Bim e a geração de dados: recursos que vão além de um design mais aprimorado e preciso Entender melhor o design computacional; Exibir as relações espaciais complexas; Estabelecer relações paramétricas e dependências do elemento do modelo; Análises energéticas; Análises de iluminação de dia e de noite; Calcular os quantitativos; Detectar e resolver conflitos; Trabalhar com realidade estendida (realidades virtuais e aumentadas).

Conclusão

O Infraworks não vai apresentar o resultado final do projeto mas será um grande aditivo nas fases iniciais.

A possibilidade de ter uma visão muito detalhada do projeto nas etapas importantes como concepção e planejamento, tornam o Infraworks extremamente útil ao  trabalho dos designers nos projetos de infraestrutura.

Sem dúvida, traz um fluxo bastante eficiente para evitar possíveis erros e economizar tempo total do ciclo de vida do projeto.

Área do Aluno

Selecione uma opção abaixo