Medição de obra com realidade aumentada ganha em produtividade

A indústria da construção vem adotando a tecnologia de forma permanente para aumentar produtividade e qualidade. Dentro dessa linha, a Realidade Aumentada surge como parte de uma solução para medição de obras. Veja neste post como a medição de obras pode ajudar a manter o projeto dentro do orçamento a partir do monitoramento do andamento da obra com o recurso da RA, que também vai permitir a correção de falhas e a prevenção dos atrasos. BIM faz uso de realidade virtual e aumentada Para entender o que é BIM, é preciso compreender uma nova mentalidade dentro do setor AEC, que permite muito mais previsibilidade de prazos de entrega, orçamentação e desempenho de uma edificação. A partir do BIM, o setor vem sendo amplamente modernizado, com uso de uma metodologia que trabalha com a união de 3 pilares: tecnologia, processos e pessoas. Com base em um modelo tridimensional único, carregado de informações, que permite o conhecimento de qualquer detalhe de um projeto arquitetônico e seus derivados complementares, o BIM traz a tecnologia para caminhar junto com as pessoas e processos, garantindo um fluxo de trabalho muito mais inteligente, eficiente e colaborativo. Dentro desses novos processos, a tecnologia é essencial porque o BIM faz uso de hardwares poderosos e softwares que trazem soluções a todos as etapas do projeto. Nestas fases, o uso da realidade virtual entra em cena para apresentar projetos que se tornam mais fáceis de compreender, visualizar, projetar, planejar e gerenciar, e que permitem maior interação entre as disciplinas. Mas em certa etapa do projeto, a realidade aumentada vai trazer elementos do mundo virtual, interagindo com os reais, a serviço de melhores resultados, como na fase da execução. Entenda melhor a diferença entre realidade virtual, aumentada e mista: Realidade virtual A realidade virtual é um processo de imersão virtual total, porque permite que os usuários mergulhem em um ambiente digital totalmente artificial, simulado por computador. Por meio da realidade virtual é possível fazer tours virtuais em qualquer ponto do mundo onde o usuário quiser, mas sem sair do lugar, ou mesmo ter a sensação de estar dentro de um jogo de computador. Para entrar em um universo virtual, é possível usar headsets, que são óculos que proporcionam uma experiência imersiva tridimensional. Realidade aumentada A realidade aumentada vai sobrepor elementos do virtual aos objetos do mundo real. Para entender melhor, quem não se lembra do jogo Pokemon Go, onde as pessoas saiam buscando elementos virtuais no mundo real? Na realidade aumentada é possível inserir elementos virtuais como vídeos, objetos 3D, imagens ou links externos em ambientes reais. Para que isso seja possível, basta usar smartphones ou tablets com aplicações de Realidade Aumentada, mas também é possível fazer uso de óculos especiais. É um avanço tecnológico que vai muito além de entretenimento, tem sido fundamental na área da arquitetura, engenharia e construção.  Realidade mista A realidade mista é um passo além da realidade aumentada, porque não apenas sobrepõe, mas pode ancorar objetos virtuais no mundo real. As pessoas podem interagir com os hologramas 3D, dispensando os smartphones e tablets.  Um exemplo é o do filme “Minority Report”, que o personagem principal tinha uma tela de computador virtual e interagia com ela. Outro exemplo, são as interações do personagem Tony Stark com seus objetos virtuais.   O que é medição de obras? A medição de obras é uma tarefa comum dentro da indústria da construção civil para oferecer o panorama geral do andamento da obra em um canteiro. É uma forma de garantir um planejamento correto que vai levar aos resultados esperados. A partir de uma inspeção é feito um relatório de medição de obras que mostra o controle do acompanhamento do início e fim de cada atividade. Essa aferição vai avaliar também se o que foi previsto no projeto, o cronograma e orçamento estão em dia ou se há atrasos e estouros de verba. Para esse processo eficiente de medição é preciso: Vistorias de acordo com o indicado pelo responsável, podem ser diariamente, semanalmente ou mensalmente; Gerar evidências (fotos); Medição física de cada serviço realizado; Documentação para o desdobramento de atividades; Criação de planilha de medição de obra listando as exigências dos clientes, medições e previsões do projeto. BIM e a Realidade aumentada Com o BIM, as formas de monitoramento da obra estão cada vez mais sofisticadas e assertivas, permitindo realizar a medição de obra pública ou privada com os recursos da Realidade Aumentada. Já que os canteiros de obras são ambientes bastante complexos de se ter uma visualização precisa, o uso da RA surge também como uma forma de deixar mais compreensível o que está previsto no projeto para os supervisores, por meio de hologramas. Com essa inovação, é possível ter uma visão mais exata na medição da obra do que será construído, a partir do indicado no modelo 3D, e do quanto ainda falta para construir, com suas camadas ainda não visíveis no universo real.  Além disso, os dispositivos de RA permitem também que sejam verificados os itens que geraram não conformidades durante a inspeção. Com esses instrumentos eletrônicos de medição e verificação para obras, é possível preencher as Fichas de Verificação de Serviço colocando as respostas para as diversas perguntas que devem ser realizadas em uma medição. A partir disso, já é possível verificar quais itens podem ter gerado problemas. Como fazer a medição de uma obra? Os critérios de medição em obra serão determinados pelas próprias construtoras ou por normas oficiais. Quanto mais frequentemente a medição é realizada, mais dados serão coletados para a boa evolução do projeto: Alvenaria: a medição será por área total em metros; Estruturas de concreto: a inspeção ocorre por eixos, ou seja, a medição entre um meio de viga e outro; ou a medição é face a face. Azulejos:  medição é por área total de aplicação dos azulejos, descontando áreas de portas e janelas.   Para isso, os profissionais podem contar com dispositivos de Realidade Aumentada, que vão mostrar o andamento da execução da obra de forma muito mais precisa, é como trazer o futuro diante dos próprios olhos: Óculos: costuma ser o dispositivo mais eficiente devido à estabilidade que proporciona,  porque deixa as mãos do profissional livre e assim é possível interagir melhor; Smartphones e tablets.  Aplicativo para medição de obra associado à gestão Os benefícios da Realidade Aumentada são imensos para a medição de obra de engenharia e arquitetura, porém, quando estão associados a uma solução de gestão, a eficiência fica ainda melhor, porque ajuda a garantir mais colaboração, mais controle de qualidade e também a melhorar a percepção dos clientes, sobre cronograma e programação de atividades. Em soluções como o aplicativo SGPar, é possível checar todo o avanço da obra nas medições e fazer o tratamento das não conformidades, além de proporcionar um aumento da compreensão do universo do canteiro de obras por meio de hologramas, que trazem menus, escalas, cores e maquetes com as quais podem ser realizadas interações. A partir das inspeções que podem ser tanto por percentuais, check list ou quantitativos, o app oferece um boletim de medição de obra que vai dar elementos para realizar a qualificação de impactos em prazos e custos; propor ações de mitigação, realizar análises críticas e também proporcionar estatísticas que vão garantir aprendizados para as próximas obras. Além disso, o próprio sistema, que será carregado com informações prévias, mostra qual é a periodicidade da solicitação de medição de obra de cada cliente, e vai gerar o que deve ser realizado no acompanhamento de obras e medição de serviços. Assim, já é possível enviar essa demanda para a equipe responsável e ter um maior controle de medição de obra. Há outros aplicativos para realizar medição de obra com uso da RA voltados mais à visualização do que a gestão, como o Aurasma, Daqri 4D, Augment, Dalux Viewer. Já o Gamma Ar, possibilita monitorar os canteiros de obra e sobrepor o modelo 3D, comparando com as informações de planejamento. Conclusão A Realidade Aumentada tem sido um instrumento poderoso para garantir mais qualidade na execução de uma obra e também melhorar a produtividade das equipes, devido ao melhor entendimento que proporciona para qualquer um dos stakeholders.  Além disso, o uso de dispositivos como óculos, tablets ou smartphones permite também que seja realizada uma melhor gestão remota da obra. Ter esses dados acessíveis nas mãos dos profissionais e com as possibilidade de compartilhamento a qualquer momento pode proporcionar uma grande otimização do trabalho e dos resultados. Inclusive para medição de obras públicas, a RA é mais um aliado da transparência que surgiu com a modelagem BIM, porque gera muito mais exatidão nos números. Portanto, fica cada vez  mais perto o momento que os vários instrumentos manuais  convencionais para medição de obras se aposentem de vez nos canteiros de obras.

A indústria da construção vem adotando a tecnologia de forma permanente para aumentar produtividade e qualidade. Dentro dessa linha, a Realidade Aumentada surge como parte de uma solução para medição de obras.

Veja neste post como a medição de obras pode ajudar a manter o projeto dentro do orçamento a partir do monitoramento do andamento da obra com o recurso da RA, que também vai permitir a correção de falhas e a prevenção dos atrasos.

BIM faz uso de realidade virtual e aumentada

Para entender o que é BIM, é preciso compreender uma nova mentalidade dentro do setor AEC, que permite muito mais previsibilidade de prazos de entrega, orçamentação e desempenho de uma edificação.

A partir do BIM, o setor vem sendo amplamente modernizado, com uso de uma metodologia que trabalha com a união de 3 pilares: tecnologia, processos e pessoas.

Com base em um modelo tridimensional único, carregado de informações, que permite o conhecimento de qualquer detalhe de um projeto arquitetônico e seus derivados complementares, o BIM traz a tecnologia para caminhar junto com as pessoas e processos, garantindo um fluxo de trabalho muito mais inteligente, eficiente e colaborativo.

Dentro desses novos processos, a tecnologia é essencial porque o BIM faz uso de hardwares poderosos e softwares que trazem soluções a todos as etapas do projeto. Nestas fases, o uso da realidade virtual entra em cena para apresentar projetos que se tornam mais fáceis de compreender, visualizar, projetar, planejar e gerenciar, e que permitem maior interação entre as disciplinas.

Mas em certa etapa do projeto, a realidade aumentada vai trazer elementos do mundo virtual, interagindo com os reais, a serviço de melhores resultados, como na fase da execução.

Entenda melhor a diferença entre realidade virtual, aumentada e mista:

Realidade virtual

A realidade virtual é um processo de imersão virtual total, porque permite que os usuários mergulhem em um ambiente digital totalmente artificial, simulado por computador.

Por meio da realidade virtual é possível fazer tours virtuais em qualquer ponto do mundo onde o usuário quiser, mas sem sair do lugar, ou mesmo ter a sensação de estar dentro de um jogo de computador.

Para entrar em um universo virtual, é possível usar headsets, que são óculos que proporcionam uma experiência imersiva tridimensional.

Realidade aumentada

A realidade aumentada vai sobrepor elementos do virtual aos objetos do mundo real. Para entender melhor, quem não se lembra do jogo Pokemon Go, onde as pessoas saiam buscando elementos virtuais no mundo real?

Na realidade aumentada é possível inserir elementos virtuais como vídeos, objetos 3D, imagens ou links externos em ambientes reais.

Para que isso seja possível, basta usar smartphones ou tablets com aplicações de Realidade Aumentada, mas também é possível fazer uso de óculos especiais.

É um avanço tecnológico que vai muito além de entretenimento, tem sido fundamental na área da arquitetura, engenharia e construção.

Realidade mista

A realidade mista é um passo além da realidade aumentada, porque não apenas sobrepõe, mas pode ancorar objetos virtuais no mundo real. As pessoas podem interagir com os hologramas 3D, dispensando os smartphones e tablets. 

Um exemplo é o do filme “Minority Report”, que o personagem principal tinha uma tela de computador virtual e interagia com ela. Outro exemplo, são as interações do personagem Tony Stark com seus objetos virtuais.

O que é medição de obras?

A medição de obras é uma tarefa comum dentro da indústria da construção civil para oferecer o panorama geral do andamento da obra em um canteiro. É uma forma de garantir um planejamento correto que vai levar aos resultados esperados.

A partir de uma inspeção é feito um relatório de medição de obras que mostra o controle do acompanhamento do início e fim de cada atividade. Essa aferição vai avaliar também se o que foi previsto no projeto, o cronograma e orçamento estão em dia ou se há atrasos e estouros de verba.

Para esse processo eficiente de medição é preciso:

  • Vistorias de acordo com o indicado pelo responsável, podem ser diariamente, semanalmente ou mensalmente;
  • Gerar evidências (fotos);
  • Medição física de cada serviço realizado;
  • Documentação para o desdobramento de atividades;
  • Criação de planilha de medição de obra listando as exigências dos clientes, medições e previsões do projeto.

BIM e a Realidade Aumentada

Com o BIM, as formas de monitoramento da obra estão cada vez mais sofisticadas e assertivas, permitindo realizar a medição de obra pública ou privada com os recursos da Realidade Aumentada.

Já que os canteiros de obras são ambientes bastante complexos de se ter uma visualização precisa, o uso da RA surge também como uma forma de deixar mais compreensível o que está previsto no projeto para os supervisores, por meio de hologramas.

Com essa inovação, é possível ter uma visão mais exata na medição da obra do que será construído, a partir do indicado no modelo 3D, e do quanto ainda falta para construir, com suas camadas ainda não visíveis no universo real. 

Além disso, os dispositivos de RA permitem também que sejam verificados os itens que geraram não conformidades durante a inspeção.

Com esses instrumentos eletrônicos de medição e verificação para obras, é possível preencher as Fichas de Verificação de Serviço colocando as respostas para as diversas perguntas que devem ser realizadas em uma medição. A partir disso, já é possível verificar quais itens podem ter gerado problemas.

ebook ferramentas que dao suporte ao BIM

Como fazer a medição de uma obra?

Os critérios de medição em obra serão determinados pelas próprias construtoras ou por normas oficiais. Quanto mais frequentemente a medição é realizada, mais dados serão coletados para a boa evolução do projeto:

  • Alvenaria: a medição será por área total em metros;
  • Estruturas de concreto: a inspeção ocorre por eixos, ou seja, a medição entre um meio de viga e outro; ou a medição é face a face.
  • Azulejos:  medição é por área total de aplicação dos azulejos, descontando áreas de portas e janelas. 

Para isso, os profissionais podem contar com dispositivos de Realidade Aumentada, que vão mostrar o andamento da execução da obra de forma muito mais precisa, é como trazer o futuro diante dos próprios olhos:

  • Óculos: costuma ser o dispositivo mais eficiente devido à estabilidade que proporciona,  porque deixa as mãos do profissional livre e assim é possível interagir melhor;
  • Smartphones e tablets.

Aplicativo para medição de obra associado à gestão

Os benefícios da Realidade Aumentada são imensos para a medição de obra de engenharia e arquitetura, porém, quando estão associados a uma solução de gestão, a eficiência fica ainda melhor, porque ajuda a garantir mais colaboração, mais controle de qualidade e também a melhorar a percepção dos clientes, sobre cronograma e programação de atividades.

Em soluções como o aplicativo SGPar, é possível checar todo o avanço da obra nas medições e fazer o tratamento das não conformidades, além de proporcionar um aumento da compreensão do universo do canteiro de obras por meio de hologramas, que trazem menus, escalas, cores e maquetes com as quais podem ser realizadas interações.

A partir das inspeções que podem ser tanto por percentuais, check list ou quantitativos, o app oferece um boletim de medição de obra que vai dar elementos para realizar a qualificação de impactos em prazos e custos; propor ações de mitigação, realizar análises críticas e também proporcionar estatísticas que vão garantir aprendizados para as próximas obras.

Além disso, o próprio sistema, que será carregado com informações prévias, mostra qual é a periodicidade da solicitação de medição de obra de cada cliente, e vai gerar o que deve ser realizado no acompanhamento de obras e medição de serviços. Assim, já é possível enviar essa demanda para a equipe responsável e ter um maior controle de medição de obra.

Há outros aplicativos para realizar medição de obra com uso da RA voltados mais à visualização do que a gestão, como o Aurasma, Daqri 4D, Augment, Dalux Viewer. Já o Gamma Ar, possibilita monitorar os canteiros de obra e sobrepor o modelo 3D, comparando com as informações de planejamento.

Conclusão

A Realidade Aumentada tem sido um instrumento poderoso para garantir mais qualidade na execução de uma obra e também melhorar a produtividade das equipes, devido ao melhor entendimento que proporciona para qualquer um dos stakeholders. 

Além disso, o uso de dispositivos como óculos, tablets ou smartphones permite também que seja realizada uma melhor gestão remota da obra.

Ter esses dados acessíveis nas mãos dos profissionais e com as possibilidade de compartilhamento a qualquer momento pode proporcionar uma grande otimização do trabalho e dos resultados. Inclusive para medição de obras públicas, a RA é mais um aliado da transparência que surgiu com a modelagem BIM, porque gera muito mais exatidão nos números.

Portanto, fica cada vez  mais perto o momento que os vários instrumentos manuais  convencionais para medição de obras se aposentem de vez nos canteiros de obras.

Leia mais:

Área do Aluno

Selecione uma opção abaixo