Telhado Verde: as vantagens de investir no estilo

A existência de um Dia Mundial do Telhado Verde demonstra a importância que a arquitetura sustentável vem ganhando para espaços residenciais e empresariais. Neste post, entenda as vantagens de integrar um telhado verde na sua obra, com a ajuda do BIM. Como o BIM se relaciona à sustentabilidade? A consciência ambiental vem chegando à construção civil, especialmente por meio do uso do BIM, que permite que as obras sejam desenvolvidas a partir de uma conceituação mais sustentável do ponto de vista ambiental. Ainda que a intenção do projeto não seja primeiramente a sustentabilidade, essa área será atendida ao adotar um projeto com modelagem BIM. Mas, vamos resumir o que é BIM para quem ainda não está totalmente familiarizado. O BIM é uma metodologia de trabalho colaborativa baseada em um modelo único, tridimensional e carregado de um banco de dados, que serve a todas as etapas do ciclo de vida de um projeto. Além da fase de conceituação e design, o BIM oferece recursos tecnológicos, por meio de hardwares poderosos e softwares, que permitem um melhor planejamento, orçamentação, execução e gestão de obras, além de também reservar espaço para a sustentabilidade nos projetos. As possibilidades oferecidas pela metodologia permite propostas arquitetônicas muito mais eficientes para preservar o meio ambiente, análises energéticas já nas fases iniciais e uso de técnicas de construção com escolha de materiais mais ecológicos e com menos emissão de carbono. Além disso, os projetos podem simular o uso de energia solar e outras fontes de energias limpas, sistemas de ventilação cruzada, captação de águas pluviais, reuso da água, redução do consumo da água na edificação, etc. Todas essas possibilidades também apontam para uma solução ecológica como um telhado verde. O que é telhado verde? Entre iniciativas para um melhor aproveitamento de recursos na construção houve um verdadeiro impulso pelo uso de telhados verdes na arquitetura sustentável. Para se ter ideia, na França, desde 2015, uma lei obriga que os edifícios comerciais tenham telhados verdes e usem painéis solares, para redução de consumo de fontes de energia produzidas em usinas nucleares. Antes dessa lei, naquele país, 75% da demanda de energia tinha como fonte as usinas nucleares, segundo dados do World Nuclear Association. A importância do telhado verde já ganhou tanto notoriedade que existe o Dia do Telhado Verde, festejado em 6 de junho, logo após a Semana do Meio Ambiente (de 1 a 5 de junho). Mas, o que são telhados verdes? São um tipo de “telhado” ecológico, que ao invés de utilizar as usuais lajes e telhas, faz a cobertura da edificação com terra e vegetação aparente, que necessita de técnicas de impermeabilização e plantio realizado por um profissional especializado. Embora tenha obtido mais atenção e relevância neste século, essa técnica já fazia parte da arquitetura da antiga Babilônia (século VI a.C.). Quem não se lembra das aulas de história sobre os jardins suspensos da Babilônia? Mas a técnica também foi muito utilizada no Império Romano (27 a.C. a 476 d.C). Telhado verde: vantagens Além do embelezamento do cenário urbano, esses telhados verdes trazem diversos benefícios, como o conforto térmico dos edifícios. Vamos conhecer outros bons motivos para optar por um edifício ou casa com telhado verde: Conforto térmico e acústico Vamos começar pelo mais óbvio benefício do telhado verde, que possibilita que as mudanças bruscas de temperatura não sejam tão sentidas pelos usuários do ambiente: conforto térmico. Em relação aos telhados convencionais, essa solução ecológica vai garantir sempre uma temperatura sempre mais amena no interior das edificações do que o ambiente externo, porque promove também uma redução das ilhas de calor. Além disso, o telhado verde também permite uma espécie de filtro dos ruídos externos. Melhora a qualidade do ar Uma edificação que tem um telhado verde também vai ter uma melhor qualidade do ar em seu entorno, porque as plantas têm a capacidade de absorver o gás carbônico dos carros, reduzindo a poluição e reduzindo o efeito estufa. Economia de energia Com mais equilíbrio na temperatura dos ambientes, o telhado verde também reduz a necessidade de uso de refrigeração no verão ou aquecimento no inverno. Essa proposta já traz economia com uso de ar condicionado, aquecedores, mas também vai proporcionar redução no consumo de água. Reaproveitamento de água Com um telhado verde é possível reduzir o consumo de água potável por meio da captação da água da chuva, com isso, é possível reaproveitá-la em jardinagem, na limpeza dos ambientes e no reuso na descarga dos vasos sanitários. Para isso, é possível combinar com outras soluções ecologicamente corretas como cisterna de captação para água e sistema de tratamento de efluentes. Redução de inundações Esse é um benefício que não é só para a própria edificação que tem um telhado verde, mas para a cidade inteira. Essa solução permite diminuir os alagamentos nas cidades, porque o telhado verde cria uma “detenção” das águas pluviais e evita o excessivo volume de água para as redes públicas. Qualidade de vida Além de contribuir com a biodiversidade -- um telhado verde pode atrair animais, como pássaros--, também é benéfico para a qualidade de vida humana. Já existem estudos que demonstram que os ambientes com mais vegetação interferem positivamente no estado emocional das pessoas. Como fazer telhado verde? Uma grande quantidade de obras pode receber essa solução ecológica, inclusive, a edificação pode ter tipos e formatos diferenciados em suas coberturas, como um telhado verde inclinado. Em cada caso, irão necessitar da vegetação correta. Entre as plantas para telhado verde, essa cobertura pode ser desenvolvida com arbustos, gramas e árvores baixas. De acordo com uma aprovação de projeto paisagístico, até uma horta no telhado verde é uma opção viável. Para desenvolver o telhado verde, é imprescindível contar com especialistas no assunto, porque além dos cálculos de peso que já serão realizados no projeto para entender as sobrecargas que o telhado pode aguentar e os cálculos de inclinação de telhado, são necessários vários outros procedimentos. Telhado verde: detalhamento Existe bastante tecnologia no desenvolvimento dessa solução ecológica. São várias as camadas do telhado verde, que vão envolver a própria lajota que irá sustentar o telhado, impermeabilização, sistema de drenagem, barreiras de raízes e, por fim, terra e vegetação. Além disso, no projeto, também devem ser pensados os acessos que estarão disponíveis para as pessoas para realização de manutenção. Ressalvas para o telhado verde Para o telhado verde, o custo de desenvolvimento pode ser mais alto do que um telhado convencional, porque vai necessitar de projeto técnico e mão de obra especializada. Outro dado importante, é que será necessária aprovação do projeto na prefeitura, antes do início da obra. Além disso, é preciso lembrar que o espaço também vai necessitar de uma manutenção, que é simples e barata, que envolve poda e irrigação. Mas esses cuidados precisam ser constantes, para evitar pragas urbanas. Conclusão Os telhados verdes figuram entre as dicas de arquitetura mais modernas que indicam uma integração cada vez maior entre as pessoas e a natureza. Ao associar a modelagem BIM, com o Revit ou Archicad, o projeto vai ficar ainda mais completo, evitando retrabalhos e possibilitando cumprimento de prazos e orçamentos. Assim, o projeto não fica sustentável apenas do ponto de vista ambiental, mas também do financeiro.

A existência de um Dia Mundial do Telhado Verde demonstra a importância que a  arquitetura sustentável vem ganhando para espaços residenciais e empresariais.

Neste post, entenda as vantagens de integrar um telhado verde na sua obra, com a ajuda do BIM.

Como o BIM se relaciona à sustentabilidade?

A consciência ecológica vem chegando à construção civil, especialmente por meio do uso do BIM, que permite que as obras sejam desenvolvidas a partir de uma conceituação mais sustentável do ponto de vista ambiental.

Ainda que a intenção do projeto não seja primeiramente a sustentabilidade, essa área será atendida ao adotar um projeto com modelagem BIM. 

Mas, vamos resumir o que é BIM para quem ainda não está totalmente familiarizado.

O BIM é uma metodologia de trabalho colaborativa baseada em um modelo único, tridimensional e carregado de um banco de dados, que serve a todas as etapas do ciclo de vida de um projeto. 

Além da fase de conceituação e design, o BIM oferece recursos tecnológicos, por meio de hardwares poderosos e softwares, que permitem um melhor planejamento, orçamentação, execução e gestão de obras, além de também reservar espaço para a sustentabilidade nos projetos.

As possibilidades oferecidas pela metodologia permite propostas arquitetônicas muito mais eficientes para preservar o meio ambiente, análises energéticas já nas fases iniciais e uso de técnicas de construção com escolha de materiais mais ecológicos e com menos emissão de carbono.

Além disso, os projetos podem simular o uso de energia solar e outras fontes de energias limpas, sistemas de ventilação cruzada, captação de águas pluviais, reuso da água, redução do consumo da água na edificação, etc.

Todas essas possibilidades também apontam para uma solução ecológica como um telhado verde.

O que é telhado verde?

Entre iniciativas para um melhor aproveitamento de recursos na construção houve um verdadeiro impulso pelo uso de telhados verdes na arquitetura sustentável. 

Para se ter ideia, na França, desde 2015, uma lei obriga que os edifícios comerciais tenham telhados verdes e usem painéis solares, para redução de consumo de fontes de energia produzidas em usinas nucleares. Antes dessa lei, naquele país, 75% da demanda de energia tinha como fonte as usinas nucleares, segundo dados do World Nuclear Association.

A importância do telhado verde já ganhou tanta notoriedade que existe o Dia do Telhado Verde, festejado em 6 de junho, logo após a Semana do Meio Ambiente (de 1 a 5 de junho).

Mas, o que são telhados verdes? São um tipo de “telhado” ecológico, que ao invés de utilizar as usuais lajes e telhas, faz a cobertura da edificação com terra e vegetação aparente, que necessita de técnicas de impermeabilização e plantio realizado por um profissional especializado.

Embora tenha obtido mais atenção e  relevância neste século, essa técnica já fazia parte da arquitetura da antiga Babilônia (século VI a.C.). Quem não se lembra das aulas de história sobre os jardins suspensos da Babilônia? Mas a técnica também foi muito utilizada no Império Romano (27 a.C. a 476 d.C). 

Telhado verde: vantagens

Além do embelezamento do cenário urbano, esses telhados verdes trazem diversos benefícios, como o conforto térmico dos edifícios. Vamos conhecer outros bons motivos para optar por um edifício ou casa com telhado verde:

Conforto térmico e acústico

Vamos começar pelo mais óbvio benefício do telhado verde, que possibilita que as mudanças bruscas de temperatura não sejam tão sentidas pelos usuários do ambiente: conforto térmico. 

Em relação aos telhados convencionais, essa solução ecológica vai garantir sempre uma temperatura sempre mais amena no interior das edificações do que o ambiente externo, porque promove também uma redução das ilhas de calor.

Além disso, o telhado verde também permite uma espécie de filtro dos ruídos externos.

Melhora a qualidade do ar

Uma edificação que tem um telhado verde também vai ter uma melhor qualidade do ar em seu entorno, porque as plantas têm a capacidade de absorver o gás carbônico dos carros, reduzindo a poluição e reduzindo o efeito estufa. 

Economia de energia

Com mais equilíbrio na temperatura dos ambientes, o telhado verde também reduz a necessidade de uso de refrigeração no verão ou aquecimento no inverno. Essa proposta já traz economia com uso de ar condicionado, aquecedores, mas também vai proporcionar redução no consumo de água.

Reaproveitamento de água

Com um telhado verde é possível reduzir o consumo de água potável por meio da captação da água da chuva, com isso, é possível reaproveitá-la em jardinagem, na limpeza dos ambientes e no reuso na descarga dos vasos sanitários.

Para isso, é possível combinar com outras soluções ecologicamente corretas como cisterna de captação para água e sistema de tratamento de efluentes.

Redução de inundações

Esse é um benefício que não é só para a própria edificação que tem um telhado verde, mas para a cidade inteira. 

Essa solução permite diminuir os alagamentos nas cidades, porque o telhado verde cria uma “detenção” das águas pluviais e evita o excessivo volume de água para as redes públicas.

Qualidade de vida

Além de contribuir com a biodiversidade — um telhado verde pode atrair animais, como pássaros–, também é benéfico para a qualidade de vida humana. Já existem estudos que demonstram que os ambientes com mais vegetação interferem positivamente no estado emocional das pessoas. 

Como fazer telhado verde?

Uma grande quantidade de obras pode receber essa solução ecológica, inclusive, a edificação pode ter tipos e formatos diferenciados em suas coberturas, como um telhado verde inclinado. Em cada caso, irão necessitar da vegetação correta. 

Entre as plantas para telhado verde, essa cobertura pode ser desenvolvida com arbustos, gramas e árvores baixas. De acordo com uma aprovação de projeto paisagístico, até uma horta no telhado verde é uma opção viável.

Para desenvolver o telhado verde, é imprescindível contar com especialistas no assunto, porque além dos cálculos de peso que já serão realizados no projeto para entender as sobrecargas que o telhado pode aguentar e os cálculos de inclinação de telhado, são necessários vários outros procedimentos.

Telhado verde: detalhamento

Existe bastante tecnologia no desenvolvimento dessa solução ecológica. São várias as camadas do telhado verde, que vão envolver  a própria lajota que irá sustentar o telhado, impermeabilização, sistema de drenagem, barreiras de raízes e, por fim, terra e vegetação.

Além disso, no projeto, também devem ser pensados os acessos que estarão disponíveis para as pessoas para realização de manutenção.

A existência de um Dia Mundial do Telhado Verde demonstra a importância que a  arquitetura sustentável vem ganhando para espaços residenciais e empresariais. Neste post, entenda as vantagens de integrar um telhado verde na sua obra, com a ajuda do BIM. Como o BIM se relaciona à sustentabilidade? A consciência ambiental vem chegando à construção civil, especialmente por meio do uso do BIM, que permite que as obras sejam desenvolvidas a partir de uma conceituação mais sustentável do ponto de vista ambiental. Ainda que a intenção do projeto não seja primeiramente a sustentabilidade, essa área será atendida ao adotar um projeto com modelagem BIM.  Mas, vamos resumir o que é BIM para quem ainda não está totalmente familiarizado. O BIM é uma metodologia de trabalho colaborativa baseada em um modelo único, tridimensional e carregado de um banco de dados, que serve a todas as etapas do ciclo de vida de um projeto.  Além da fase de conceituação e design, o BIM oferece recursos tecnológicos, por meio de hardwares poderosos e softwares, que permitem um melhor planejamento, orçamentação, execução e gestão de obras, além de também reservar espaço para a sustentabilidade nos projetos. As possibilidades oferecidas pela metodologia permite propostas arquitetônicas muito mais eficientes para preservar o meio ambiente, análises energéticas já nas fases iniciais e uso de técnicas de construção com escolha de materiais mais ecológicos e com menos emissão de carbono. Além disso, os projetos podem simular o uso de energia solar e outras fontes de energias limpas, sistemas de ventilação cruzada, captação de águas pluviais, reuso da água, redução do consumo da água na edificação, etc. Todas essas possibilidades também apontam para uma solução ecológica como um telhado verde. O que é telhado verde? Entre iniciativas para um melhor aproveitamento de recursos na construção houve um verdadeiro impulso pelo uso de telhados verdes na arquitetura sustentável.  Para se ter ideia, na França, desde 2015, uma lei obriga que os edifícios comerciais tenham telhados verdes e usem painéis solares, para redução de consumo de fontes de energia produzidas em usinas nucleares. Antes dessa lei, naquele país, 75% da demanda de energia tinha como fonte as usinas nucleares, segundo dados do World Nuclear Association. A importância do telhado verde já ganhou tanto notoriedade que existe o Dia do Telhado Verde, festejado em 6 de junho, logo após a Semana do Meio Ambiente (de 1 a 5 de junho). Mas, o que são telhados verdes? São um tipo de “telhado” ecológico, que ao invés de utilizar as usuais lajes e telhas, faz a cobertura da edificação com terra e vegetação aparente, que necessita de técnicas de impermeabilização e plantio realizado por um profissional especializado. Embora tenha obtido mais atenção e  relevância neste século, essa técnica já fazia parte da arquitetura da antiga Babilônia (século VI a.C.). Quem não se lembra das aulas de história sobre os jardins suspensos da Babilônia? Mas a técnica também foi muito utilizada no Império Romano (27 a.C. a 476 d.C).  Telhado verde: vantagens Além do embelezamento do cenário urbano, esses telhados verdes trazem diversos benefícios, como o conforto térmico dos edifícios. Vamos conhecer outros bons motivos para optar por um edifício ou casa com telhado verde: Conforto térmico e acústico Vamos começar pelo mais óbvio benefício do telhado verde, que possibilita que as mudanças bruscas de temperatura não sejam tão sentidas pelos usuários do ambiente: conforto térmico.  Em relação aos telhados convencionais, essa solução ecológica vai garantir sempre uma temperatura sempre mais amena no interior das edificações do que o ambiente externo, porque promove também uma redução das ilhas de calor. Além disso, o telhado verde também permite uma espécie de filtro dos ruídos externos.  Melhora a qualidade do ar Uma edificação que tem um telhado verde também vai ter uma melhor qualidade do ar em seu entorno, porque as plantas têm a capacidade de absorver o gás carbônico dos carros, reduzindo a poluição e reduzindo o efeito estufa.  Economia de energia Com mais equilíbrio na temperatura dos ambientes, o telhado verde também reduz a necessidade de uso de refrigeração no verão ou aquecimento no inverno. Essa proposta já traz economia com uso de ar condicionado, aquecedores, mas também vai proporcionar redução no consumo de água. Reaproveitamento de água Com um telhado verde é possível reduzir o consumo de água potável por meio da captação da água da chuva, com isso, é possível reaproveitá-la em jardinagem, na limpeza dos ambientes e no reuso na descarga dos vasos sanitários. Para isso, é possível combinar com outras soluções ecologicamente corretas como cisterna de captação para água e sistema de tratamento de efluentes. Redução de inundações Esse é um benefício que não é só para a própria edificação que tem um telhado verde, mas para a cidade inteira.  Essa solução permite diminuir os alagamentos nas cidades, porque o telhado verde cria uma “detenção” das águas pluviais e evita o excessivo volume de água para as redes públicas. Qualidade de vida Além de contribuir com a biodiversidade -- um telhado verde pode atrair animais, como pássaros--, também é benéfico para a qualidade de vida humana. Já existem estudos que demonstram que os ambientes com mais vegetação interferem positivamente no estado emocional das pessoas.   Como fazer telhado verde? Uma grande quantidade de obras pode receber essa solução ecológica, inclusive, a edificação pode ter tipos e formatos diferenciados em suas coberturas, como um telhado verde inclinado. Em cada caso, irão necessitar da vegetação correta.  Entre as plantas para telhado verde, essa cobertura pode ser desenvolvida com arbustos, gramas e árvores baixas. De acordo com uma aprovação de projeto paisagístico, até uma horta no telhado verde é uma opção viável. Para desenvolver o telhado verde, é imprescindível contar com especialistas no assunto, porque além dos cálculos de peso que já serão realizados no projeto para entender as sobrecargas que o telhado pode aguentar e os cálculos de inclinação de telhado, são necessários vários outros procedimentos.  Telhado verde: detalhamento Existe bastante tecnologia no desenvolvimento dessa solução ecológica. São várias as camadas do telhado verde, que vão envolver  a própria lajota que irá sustentar o telhado, impermeabilização, sistema de drenagem, barreiras de raízes e, por fim, terra e vegetação. Além disso, no projeto, também devem ser pensados os acessos que estarão disponíveis para as pessoas para realização de manutenção. Ressalvas para o telhado verde Para o telhado verde, o custo de desenvolvimento pode ser mais alto do que um telhado convencional, porque vai necessitar de projeto técnico e mão de obra especializada. Outro dado importante, é que será necessária aprovação do projeto na prefeitura, antes do início da obra. Além disso, é preciso lembrar que o espaço também vai necessitar de uma manutenção, que é simples e barata, que envolve poda e irrigação. Mas esses cuidados precisam ser constantes, para evitar pragas urbanas. Conclusão Os telhados verdes figuram entre as dicas de arquitetura mais modernas que indicam uma integração cada vez maior entre as pessoas e a natureza. Ao associar a modelagem BIM, com o Revit ou Archicad, o projeto vai ficar ainda mais completo, evitando retrabalhos e possibilitando cumprimento de prazos e orçamentos. Assim, o projeto não fica sustentável apenas do ponto de vista ambiental, mas também do financeiro.
Edifício Verde em Kuala Lumpur

Ressalvas para o telhado verde

Para o telhado verde, o custo de desenvolvimento pode ser mais alto do que um telhado convencional, porque vai necessitar de projeto técnico e mão de obra especializada.

Outro dado importante, é que será necessária aprovação do projeto na prefeitura, antes do início da obra.

Além disso, é preciso lembrar que o espaço também vai necessitar de uma manutenção, que é simples e barata, que envolve poda e irrigação. Mas esses cuidados precisam ser constantes, para evitar pragas urbanas.

Conclusão

Os telhados verdes figuram entre as dicas de arquitetura mais modernas que indicam uma integração cada vez maior entre as pessoas e a natureza.

Ao associar a modelagem BIM, com o Revit ou Archicad, o projeto vai ficar ainda mais completo, evitando retrabalhos e possibilitando cumprimento de prazos e orçamentos. Assim, o projeto não fica sustentável apenas do ponto de vista ambiental, mas também do financeiro.

Área do Aluno

Selecione uma opção abaixo